Papo Sertanejo. Descubra quais as músicas preferidas de Marciano e o segredo de seu sucesso

" />
share

Entrevista # Marciano

Papo Sertanejo entrevista Marciano: “Sou a favor da renovação e das novas roupagens, contando que tenham qualidade”

11 nov 2015 | 1 Comentário

Foto: Divulgação

Prestes a gravar novo projeto, o cantor conversou com o Papo Sertanejo. Descubra quais as músicas preferidas de Marciano e o segredo de seu sucesso

Com quase 40 anos de carreira, sendo pouco mais de 16 com o saudoso parceiro João Mineiro, com quem formou a dupla João Mineiro & Marciano, e 21 em carreira solo, o cantor Marciano coleciona números que impressionam. Com a dupla, vendeu mais de 12 milhões de cópias, sendo 10 discos de ouro, cinco de platina e dois de platina duplo. Em carreira solo, foram 10 CDs, um disco de ouro e a indicação para o prêmio Grammy Latino como melhor álbum de música romântica.

Agora, Marciano se prepara para uma nova jornada. O cantor fechou parceria com o escritório de Fernando & Sorocaba (FS Produções Artísticas) e encara nova turnê cantando ao lado de outro medalhão, o cantor Milionário. Juntos, Milionário & Marciano gravam DVD Lendas esta semana.

A entrevista foi feita algumas semanas antes do anúncio dessa parceria. Na ocasião, Marciano negou qualquer projeto do tipo. Disse “desconhecer qualquer tipo de comentário a respeito”.

Ao Papo Sertanejo, o cantor também falou de suas origens. De como surgiu a paixão pela música e como começou a cantar. Falou também sobre João Mineiro e os anos de parceria. Sobre o atual momento da música sertaneja, Marciano afirmou ser a favor da renovação e das novas roupagens, desde que elas tenham qualidade.

Confira a íntegra da entrevista.

Para embalar a entrevista, ouça a playlist que preparamos

Marciano, como a música surgiu em sua vida? O que despertou essa paixão?
Eu morava no interior de SP e meu pai cantava nas Folias de Reis, eu sempre gostei e me inspirei nele, mas na verdade é o dom que fala mais alto e te leva pelo caminho que tiver que seguir, né? E, graças a Deus, tem dado certo.

Como você conheceu o João Mineiro? Quando vocês decidiram formar uma dupla?
Quando vim para SP eu trabalhava numa Livraria e lá, o motorista do carro que levava a gente nas entregas era genro do João Mineiro. Ele sempre via e ouvia que eu gostava muito de cantar. Depois, quando me apresentava em Bauru, ele me apresentou ao João Mineiro. Depois de uns 3 anos de convívio, mais ou menos, que decidimos formar a dupla.

Depois de mais de 16 anos de dupla, a vida tomou rumos diferentes, você seguiu carreira solo, e em 2012, João Mineiro faleceu. O que você acha que tem do João Mineiro em você?
Tudo! Tem muita coisa… Tudo que consegui no Brasil inteiro foi ao lado dele e hoje continuo levando para todos os cantos por onde passo. Todo sucesso, nosso legado e o respeito do público nós conseguimos juntos.

Você é compositor de mão cheia e escreveu vários sucessos em parceria com o compositor Darci Rossi, entre esses sucessos podemos destacar a música “Fio de Cabelo” que estourou Brasil a fora nas vozes de Chitãozinho & Xororó. Como você conheceu Darci Rossi? Quando começou essa parceria?
A gente se conheceu na cidade de São Caetano do Sul através de alguns amigos em comum. Ele gostava de escrever poesias e eu já cantava profissionalmente, além de ser compositor. Já tinha gravado vários discos e ele conhecia meu trabalho. A partir daí começamos a escrever juntos algumas canções.

Foto: Reprodução / Instagram

Marciano ao lado de discos de ouro colecionados ao longo da carreira. Foto: Reprodução / Instagram

De todas as músicas que você já cantou e escreveu, qual você gosta mais?
Gosto de várias, mas minhas preferidas são “Quem Sabe Numa Dessas”, “Vou Sair na Noite” e “As Coisas Simples”. Todas elas são do meu novo trabalho e que, no momento, estou curtindo bastante.

A música sertaneja vem passando por diversas transformações. Na década de 70, a gente tinha um tipo de sertanejo. Em 80 eram poucas duplas pra cobrir todo o território brasileiro e tudo parecia que funcionava muito bem. Em meados da década de 90, o sertanejo se transformou e mais duplas e cantores solo despontaram no mercado. Depois de algum tempo, veio o sertanejo universitário, que para muitas pessoas, não tem nada de sertanejo. Você atravessou todas essas fases e é um grande ícone da música. Qual o segredo pra atravessar essas gerações e conseguir manter o sucesso?
Em primeiro lugar é ter a força de vontade de trabalhar muito. Trabalhar sem parar! O essencial, claro, é manter sempre a música com qualidade, música de nível, bem gravada e principalmente bom repertório. Além disso, não devemos nos acomodar nunca. Precisamos estar sempre nos atualizando.

Como você vê o atual momento da música sertaneja?
Muito bom, porque eu gosto muito dessa moçada nova que tem surgido. Eles mantêm sempre a música sertaneja em alta e no auge. Sou a favor da renovação e das novas roupagens, contando que tenham qualidade, como muitos que estão por aí na estrada fazem bem. Acho sempre válido.

Você sente saudade dessa época que citamos anteriormente (80, 90)?
Não. Não sou nada nostálgico. O que passou foi maravilhoso, mas passou. Gosto do momento atual e de novos projetos, sempre visando o agora e se preparando para o futuro.

É imensurável a sua contribuição pra música sertaneja. Você se dá conta disso? De tudo que você fez e faz pra música sertaneja?
Na verdade fico bem agradecido por tudo o que aconteceu e acontece na minha vida. Sou bem tranquilo em relação a isso. O que sinto é o reconhecimento do público, que me recebe sempre tão bem e com tanto carinho. Acredito que fiz e procuro fazer a minha parte, bem feita e com o melhor de mim. O retorno das pessoas tem sido uma benção divina.

Você gravou um DVD em 2013, o Marciano Inimitável, com grandes sucessos e participações mais que especiais. Com quase 40 anos de carreira, como é o processo de montar um repertório pra um projeto assim?
Gosto de inovar sempre! Quando gravo um DVD já estou com mais um ou dois projetos prontos. Então, procuro diversificar, manter o romantismo que sempre foi meu foco, mas também conciliar com umas baladas mais dançantes e com toque moderno.

Foto: Divulgação

Em novo projeto, Marciano canta ao lado de Milionário. Foto: Divulgação

Marciano, nas últimas semanas, os bastidores da música sertaneja ferveu com o comentário de uma possível parceria musical entre você e o cantor Milionário. Nós, do Papo Sertanejo, queremos saber: essa informação procede? Existem chances de isso acontecer? Esse projeto é real?
Desconheço esse tipo comentário.

Por fim, gostaríamos que você deixasse uma mensagem para os leitores do Papo Sertanejo e amantes da boa e velha música sertaneja.
Deixo aqui meu agradecimento pelo carinho e respeito que tenho de todos. Meu muito obrigado por gostarem tanto do meu trabalho. Sou extremamente feliz por levar a música romântica sertaneja pra todo o lugar que passo.

Gostou? Curta, comente, compartilhe!

Uma resposta para “Papo Sertanejo entrevista Marciano: “Sou a favor da renovação e das novas roupagens, contando que tenham qualidade””

  1. […] lembrar que, o cantor marciano conversou com o Papo Sertanejo (leia a íntegra da entrevista aqui) e contou como surgiu a paixão pela música e como começou a cantar. Falou também sobre João […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *